Dicas de Lugares - Concurso Eclipse 21/08

Para fazer uma boa foto de um eclipse é preciso estar no local correto para fazer a foto certa. Inicialmente, é preciso estar em um local onde o eclipse será visível. A tabela abaixo exibe a visibilidade do eclipse nas captais brasileiras onde ele poderá ser visto. Também é possível acessar essas informações para qualquer cidade do país através desse Mapa Interativo.

Cidade Início do Eclipse Parcial Máximo do Eclipse Parcial Fim do Eclipse Parcial
Horário Elev. Sol Horário Elev. Sol Azimute Mag. % Horário Elev. Sol
Aracaju (UTC -3) 16:34:1211 17:16:42 1 282 0.301 19.0% 17:23(s) 0(s)
Belém (UTC -3) 16:13:3330 17:11:23 16 283 0.495 38.8% 18:03:25 3
Brasilia (UTC -3) 16:55:3215 17:17:45 10 285 0.065 2.0% 17:39:19 5
Boa Vista (UTC -4) 14:55:5747 16:01:13 31 282 0.487 37.9% 16:58:59 17
Fortaleza (UTC -3) 16:20:2518 17:13:57 5 282 0.511 40.5% 17:35(s) 0(s)
Goiânia (UTC -3) 17:03:4214 17:17:40 11 286 0.025 0.5% 17:31:31 8
João Pessoa (UTC -3) 16:26:2412 17:15:08 0 282 0.433 32.0% 17:17(s) 0(s)
Macapá (UTC -3) 16:09:1234 17:09:25 19 283 0.514 40.9% 18:03:16 6
Maceió (UTC -3) 16:31:1911 17:16:09 0 282 0.349 23.5% 17:18(s) 0(s)
Manaus (UTC -4) 15:12:5541 16:07:06 28 285 0.323 21.1% 16:56:05 16
Natal (UTC -3) 16:24:0713 17:14:38 1 282 0.471 36.1% 17:20(s) 0(s)
Palmas (UTC -3) 16:34:3522 17:16:10 12 285 0.234 13.2% 17:54:50 3
Porto Velho (UTC -4) 15:34:5537 16:08:15 29 289 0.109 4.3% 16:39:45 22
Recife (UTC -3) 16:28:0611 17:15:29 0 282 0.404 29.0% 17:16(s) 0(s)
Rio Branco (UTC -5) 14:50:0137 15:05:41 33 291 0.023 0.4% 15:21:12 30
Salvador (UTC -3) 16:39:3411 17:17:21 2 283 0.227 12.6% 17:27(s) 0(s)
São Luís (UTC -3) 16:17:0725 17:12:59 11 283 0.501 39.4% 17:59(s) 0(s)
Teresina (UTC -3) 16:22:2621 17:14:36 9 283 0.437 32.4% 17:51(s) 0(s)

Estando em alguma das cidades onde o eclipse será visível, você pode escolher o local onde irá fotografar em função do equipamento que você pretende utilizar para isso.

Para câmeras superzoom, ou com lentes com boa capacidade de aproximação, é possível procurar um local de horizonte limpo, onde seja possível fazer uma composição com algum elemento, natural ou não, como um prédio famoso, a torre de uma igreja ou algum acidente geográfico marcante. Silhuetas humanas ou de animais presentes na imagem sempre aumentam a complexidade da foto mas a tornam muito mais marcante e única.

Para fotos com telescópios, é preciso um horizonte limpo onde se possa acompanhar a evolução do eclipse. No momento do pôr do Sol, é possível também fazer alguma composição com elementos da paisagem ou silhuetas. Mas lembre-se, para o telescópio é imprescindível o uso de filtros apropriados para fotografia solar. Existem no mercados dois tipos de filtros para essa finalidade: o Baader Planetarium e o Thousand-Oaks. Sem filtro, além de prejudicar o equipamento, corre-se o risco de danos à visão em caso de observação visual.

Usando celulares e câmeras que não tenham uma grande capacidade de aproximação, é preciso encontrar uma boa paisagem para compor com o eclipse. Não se preocupe se o Sol ficará muito pequeno na imagem. Procure reduzir a exposição até que seja possível ver a silhueta do Sol eclipsado e da paisagem a volta. Evite o zoom digital. É possível obter o mesmo efeito, com muito mais calma, redimensionando a imagem no processamento final.

Para saber onde o Sol irá se pôr, é preciso observar o "AZimute" do Sol na tabela acima ou no Mapa Interativo. O Azimute informa a direção em graus contanto no sentido horário a partir do norte. Ou seja, o norte é 0°, leste é 90°, sul 180° e oeste, 270°. Com essa informação, é possível procurar no mapa pelo local adequado para sencaixar a paisagem desejada durante o pôr do Sol. Mesmo assim, nada melhor do que ir ao local com um ou dois dias de antecedência para ajudar a planejar.