Maior Eclipse Lunar do Século 21 Terá Observações Públicas em 3 Cidades da Paraíba

Na noite da próxima sexta-feira, 27 de julho, ocorrerá o principal evento astronômico de 2018: um eclipse lunar total que durará 1 hora, 42 minutos e 57 segundos e será o eclipse lunar mais longo do século 21. Ele será melhor visualizado em países da África e Europa, onde será possível contemplar todas as fases do eclipse. Aqui no Brasil, os estados da costa leste verão a Lua nascer já durante a totalidade, assim que se pôr o Sol. João Pessoa será uma das melhores cidades do Brasil para observar esse eclipse. Na cidade mais oriental das Américas, a Lua deve nascer às 17:16 e a totalidade será visível por 57 minutos.

Simulação do Eclipse de 27 de julho - Fonte: Wikimedia

Simulação do Eclipse de 27 de julho – Fonte: Wikimedia

Eclipse lunar total é um fenômeno astronômico que ocorre quando a Lua é ocultada totalmente pela sombra da Terra. Isto ocorre sempre que o Sol, a Terra e a Lua se encontram alinhados, com a Terra entre os outros dois. Devido a diferença de 5° entre os planos orbitais da Terra e da Lua, apenas em momentos específicos do ano a Lua cruza o cone de sombra da Terra. Eclipses totais ocorrem no máximo duas vezes por ano.

Diferença dos planos orbitais

Diferença dos planos orbitais

Durante a fase da totalidade, a Lua ganha uma coloração avermelhada, graças aos raios solares que passam pela atmosfera terrestre e são filtrados e refletidos em direção a Lua. Se pudéssemos observar esse eclipse da Lua, veríamos a Terra ocultando completamente o Sol, mas ainda veríamos a Coroa Solar e uma espécie de anel avermelhado em torno da Terra, formado pela luz do Sol refletida na fina camada da atmosfera da Terra, como se fosse um crepúsculo de 360°.

Eclipse Lunar Visto da Lua - Crédito: Lucien Rudaux

Eclipse Lunar Visto da Lua – Crédito: Lucien Rudaux

Às 17:22 o Eclipse deve alcançar a sua fase máxima. Às 18:13, terminará a fase da totalidade e o eclipse se tornará parcial até às 19:19 quando a Lua sairá totalmente da sombra da Terra. A partir desse horário e até às 20:28, o eclipse entra em uma fase penumbral. Nessa fase, a Terra bloqueia apenas uma parte da luz do Sol. A luminosidade da lua é menor, mas isso é imperceptível para os olhos humanos. Ou seja, essa fase do eclipse não tem a menor graça! 🙂

Eventos pela Paraíba

E para acompanhar de perto esse espetáculo, a APA e o NEPA-IFPB, em parceria com o Mag Shopping, Mistérios do Espaço e Casarão do Jabre, estão promovendo eventos de observação através de telescópios em 3 cidades da Paraíba: João Pessoa, Taperoá e Matureia.

Observação do Eclipse Lunar em 2015 - Estação Cabo Branco

Observação do Eclipse Lunar em 2015 – Estação Cabo Branco

Em João Pessoa, o evento será realizado na Praça de Alimentação do Mag Shopping, que talvez seja um dos melhores lugares em João Pessoa para observar esse eclipse, pois o local é a beira mar, com visão privilegiada para o horizonte leste e livre de qualquer poluição luminosa naquela direção. Para acompanhar o evento, a APA disponibilizará 3 telescópios no local, sendo dois deles para observação do público e um para captação de imagens para projeção em tempo real do eclipse para todos os visitantes naquela área do Shopping.

Em Taperoá, o Mistérios do Universo, está organizando o evento no Ginásio Esportivo, ao lado da Prefeitura. Dois telescópios estarão disponíveis para observação do eclipse pelo público da cidade sob a orientação de instrutores. O Mistérios do Espaço é um projeto de divulgação científica que mantém um portal e uma fanpage no Facebook que hoje já conta com mais de 400.000 seguidores de todo o Brasil. O projeto é coordenado pelo mestrando em Física, Felipe Sérvulo da cidade de Taperoá e, desde 2015 também se associou à APA e vem realizando atividades de divulgação científica em sua cidade. Haverá observação com telescópios com orientação de instrutores.

Em Maturéia, o evento ocorre no Casarão do Jabre, zona rural do município e mesmo local onde anualmente ocorre o Encontro Paraibano de Astrofotografia. O evento também contará com telescópios disponibilizados pela APA e instrutores para orientação do público. Além do eclipse, este evento deve contar também com o belo céu estrelado no momento do eclipse, o que torna o evento ainda mais bonito e inesquecível.

banner_eventos

Todos estes eventos são gratuitos, abertos ao público de todas as idades, se iniciam às 17h e estão sujeitos às condições meteorológicas do local.

Conjunção com Marte

E como se já não bastasse o eclipse, este ocorrerá com a Lua em conjunção com Marte em oposição. Isso significa que o planeta vermelho estará em sua maior aproximação da Terra desde 2003, magnífico e brilhante, com seu tom alaranjado facilmente notado a olho nu. Essa aproximação ocorre no momento em que a Terra, em sua órbita ao redor do Sol, ultrapassa Marte, que por estar mais distante, tem uma velocidade angular menor que a Terra. Quando isso ocorre, Sol, Terra e Marte ficam alinhados no espaço, exatamente como ocorrerá com Sol Terra e Lua. Então, nessa sexta, ocorrerá um alinhamento entre Sol, Terra, Lua e Marte. Os quatro quase perfeitamente alinhados no espaço, proporcionando um evento magnífico no céu para os observadores aqui na Terra!

Simulação do Eclipse em Conjunção com Marte - Fonte: Stellarium

Simulação do Eclipse em Conjunção com Marte – Fonte: Stellarium

Itens adicionais

Adicionalmente, os que tiverem o privilégio de estar em um local escuro, longe das luzes dos grandes centros urbanos, poderão apreciar toda a beleza da Via Láctea. Seu bulbo central, a parte mais luminosa da Galáxia, estará acima da Lua Eclipsada. E com um pouco mais de sorte, ainda será possível observar neste mesmo céu, meteoros da chuva Alfa Capricornídeas, cujo radiante estará localizado logo a esquerda da Lua e sua máxima ocorre apenas 3 noites depois.

Evidentemente que tudo isso está sujeito às condições meteorológicas do local, mas é o mais interessante evento astronômico do ano de 2018 e o mais acessível, o mais fácil de se observar, mesmo a olho nu. Vale a pena negociar com o patrão e sair um pouco mais cedo do trabalho. Para escolas e instituições de ensino, é uma excelente oportunidade de por em prática métodos informais de ensino, levando os alunos a contemplar e descobrir os fenômenos físicos envolvidos no eclipse.

Na mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *