Paraibana vai participar de missão simulada ao planeta Marte

Há algum tempo estamos acompanhando uma nova e emocionante corrida espacial com destino a Marte. Mas esta nova aventura da humanidade envolve situações ainda mais desafiadoras que na viagem à Lua. E como parte da preparação para enfrentar esses desafios, um projeto da Universidade Federal do Rio Grande do Norte criou o Habitat Marte, um ambiente análogo a Marte, para simular as situações que os futuros astronautas vão enfrentar no planeta vermelho. E na próxima sexta-feira, o Habitat Marte recebe mais uma equipe de astronautas análogos, e entre eles está uma paraibana. 

Rammony Barbosa tem 24 anos e é natural de Guarabira, município do Brejo Paraibano. Desde muito cedo se interessou pela Astronomia e sempre procurou se envolver nas atividades relacionadas. Em 2020, precisou adiar um dos seus grandes objetivos de vida: conhecer a NASA. Rammony havia criado uma campanha na internet para arrecadação de recursos para viajar aos Estados Unidos e fazer o curso oferecido pela agência espacial americana, onde teria, por alguns momentos, a sensação de ser uma astronauta.  

Card apresentando a participação de Rammony Barbosa na Missão 86 do Habitat Marte - Créditos: Projeto Habitat Marte

Card apresentando a participação de Rammony Barbosa na Missão 86 do Habitat Marte – Créditos: Projeto Habitat Marte

A pandemia de COVID-19 atrasou seus planos, mas esse ano, Rammony abraçou essa nova oportunidade. Ela será uma das astronautas análogas da Missão 86 do Projeto Habitat Marte. Como astronauta análoga, ela irá participar de treinamentos semelhantes aos recebidos por astronautas e realizar atividades análogas às atividades das missões espaciais, enfrentando, aqui na Terra, alguns daqueles desafios que os astronautas deverão enfrentar quando desembarcarem no planeta vermelho. 

Esses desafios vão desde o cultivo e produção de seu próprio alimento até a realização de atividades extraveiculares (as chamadas EVAs). Mas também envolvem dinâmicas em grupo, uma vez que a convivência e o fator psicológico serão essenciais para o sucesso das futuras missões espaciais, 

 

Estação análoga Habitat Marte simula o ambiente de uma estação espacial no planeta vermelho - Imagem: Divulgação Habitat Marte

Estação análoga Habitat Marte simula o ambiente de uma estação espacial no planeta vermelho – Imagem: Divulgação Habitat Marte

A Missão 86 recebeu o nome de Missão Sian, em homenagem à astronauta americana Sian Proctor, que participou da Missão 42 do Habitat Marte em junho de 2020 e em setembro deste ano, integrou a Missão Inspiration4 da SpaceX, a primeira missão orbital totalmente civil da história, que permaneceu em órbita da Terra por quase 3 dias.

Sian Proctor, piloto da Missão Inspiration 4 da SpaceX e que inspirou o nome da Missão 86 do Habitat Marte - Créditos: Inspiration4 / John Kraus

Sian Proctor, piloto da Missão Inspiration 4 da SpaceX e que inspirou o nome da Missão 86 do Habitat Marte – Créditos: Inspiration4 / John Kraus

O momento presencial da Missão Sian acontecerá neste final de semana, entre 5 e 7 de novembro de 2021 nas instalações da estação espacial Habitat Marte na zona rural da cidade de Caiçara do Rio do Vento, no Rio Grande do Norte. Parte desta missão também será realizada de forma virtual, antes, durante e depois do momento presencial.

A Missão Sian tem a participação de professores e estudantes de diferentes estados brasileiros. Será também a Missão com maior número de participantes presenciais, um total de 8 pessoas, incluindo a paraibana Rammony Barbosa, que espera, além de aprender muito, inspirar as futuras gerações na área da Astronomia e Astronáutica.

As realizações e os resultados da missão 86 podem ser acompanhados através das redes sociais do Habitat Marte @HabitatMarte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *