O Lado Oculto da Lua

11880327_456939557845941_5225347439634832851_n

Uma câmera a bordo do satélite DSCOVR (Deep Space Climate Observatory) da NASA, registrou uma série de imagens únicas da Lua se movendo na frente do lado iluminado da Terra no mês passado. As imagens mostram o lado oculto da Lua totalmente iluminado. Devido às forças de maré entre com a Terra, sempre vemos a mesma face da Lua. A outra está sempre voltada para trás em relação ao nosso planeta. Por isso, não é possível vê-la.

O satélite DSCOVR orbita o ponto de Lagrange L1 entre a Terra e o Sol, a cerca de 1,6 milhões de quilômetros daqui. Nesse ponto as gravidades da Terra e do Sol se anulam, e ele pode manter sua órbita com o mínimo de energia.

O lado oculto da Lua é significativamente diferente do seu lado visível. A diferença mais evidente é a ausência dos mares lunares, que ocupam metade da paisagem do lado visível. A teoria mais aceita atualmente é que a radiação emitida pela Terra, em seu período de formação, retardou o resfriamento do lado visível. Com isso, as imensas caldeiras de lava formadas nos grandes impactos permaneceram em estado líquido por muito tempo no lado visível, enquanto no lado oculto foram rapidamente resfriados e cobertas pela poeira lunar.

Uma curiosidade: em abril de 1970, foi lançada pela NASA a missão tripulada Apollo 13 à Lua. Devido a um problema a bordo, o pouso na Lua teve que ser cancelado, e a tripulação da aeronave passou 4 dias lutando pela sobrevivência em condições extremas. Para poupar a energia necessária para o retorno à Terra, o aquecimento e a água foram racionadas ao máximo. E para trazê-los de volta, a aeronave fez uma arriscada manobra ao redor da Lua, aproveitando sua gravidade para contorná-la e colocar a nave no caminho de volta. Até hoje, os três tripulantes da Missão Apollo 13, que por pouco não terminava em tragédia, e outros poucos astronautas das missões Apollo, são as únicas pessoas em toda a história da humanidade que já viram a face oculta da Lua ao vivo. Que bom que agora podemos vê-la em total segurança na Foto Astronômica da Semana!

Duvidas elogios ou Sugestões? Comente abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *